Nove Passos para Escrever seu Conto – Pt.1

Olá escritores, tudo certo?

Hoje temos os primeiros passos para se escrever um conto! Apesar de algumas coisas neste texto serem óbvias, alguns autores ainda falham quando escrevem. Contos são complexos em sua simplicidade.

by Jerry Jenkins | tradução e adaptação de Leandro Zapata

Passo 1 – Leia tantos contos quanto encontrar

Leia centenas deles – principalmente os clássicos. Você aprende sobre este gênero ao se tornar familiar com os melhores. Veja a si mesmo como aprendiz. Assista, avalie, analise os especialistas, então, tente emular seu trabalho. Logo, você aprenderá o suficiente sobre escrever contos que você começará a desenvolver seu próprio estilo.

Muitas habilidades que precisará podem ser aprendidas através de osmoses.

Por onde começar? Leia Bret Lott, um mestre moderno (ele escolheu um de meus contos favoritos para uma de suas coletâneas. Ler duas ou três dúzias de histórias devem dar a você uma ideia da estrutura e estilo. Isto deve te incentivar a tentar um de si mesmo enquanto continua a ler outras dúzias.

Lembre-se, você provavelmente não vai começar com algo sensacional, mas o que você aprendeu através de sua leitura – assim como aprenderá de sua própria escrita – deve te dar confiança. Você estará no caminho.


Passo 2 – Mire no coração

Os contos mais efetivos trazem emoções profundas no leitor. O que os move? A mesma coisa que provavelmente move você: amor, redenção, justiça, liberdade, sacrifício heroico, o que mais?


Passo 3 – Limite sua visão

Isto nem deveria ser dito, mas existe uma drástica diferença entre um romance de 450 páginas e 100 mil palavras para um conto de 10 páginas e 2000 palavras.

Um pode acomodar uma história épica e cobrir décadas com um elenco extenso de personagens. O outro deve conter uma pancada emocional e contar uma história atraente com um começo, um meio e um final – com mais ou menos 2% da quantidade de palavras.

Naturalmente, isto reduz drasticamente o número de personagens, cenas e, até mesmo, enredo.

Os melhores contos normalmente compõem apenas um pequeno pedaço da vida do personagem principal – costumeiramente, apena uma cena ou incidente que deve também dar peso à sua Questão Profunda ou o que você está realmente querendo dizer.

Dicas de Mestre

Se seu protagonista precisa de um grupo de capangas e uma mesa de som, não dê duas. Combine os personagens sempre que puder.

Evite longos blocos de descrição; ao invés, escreva apenas o suficiente para engatilhar o teatro na mente do leitor.

Elimine cenas que meramente trocam seu personagem de lugar. O leitor não se importa como chegou lá, então apenas escreva: Naquela tarde, Jim encontrou Sharon na cafeteria...

Seu objetivo é chegar a um retumbante final tentando descrever um incidente pungente para contar uma história e, nela, representar uma imagem maior.


Passo 4 – Faça seu título cantas

Trabalhe muito bem em como vai chamar sua história. Sim, ela pode mudar de nome por causa dos editores, mas o título precisa chamar a atenção deles primeiro. Eles quererão que se destaque entre um largo grupo de histórias concorrente, e você também.


Por enquanto, é isso! Fiquem ligados para as outras cinco dicas em breve aqui no blog!

Um forte abraço e nos vemos em breve,

Leandro Zapata

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo