Essa pequena estrutura de história mudou minha vida

Atualizado: Jul 20

Olá escritores, tudo certo?

Vocês já tiveram aquela ideia marota e sagaz que você tem certeza de que irá te colocar no mundo dos escritores, mas não sabem por onde começar? Bem, eu já passei por isso. E se não fosse por essa dica do Jerry Jenkins, não sei onde eu estaria. Se liga:


por Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata

Você tem uma ideia matadora para uma história e está convencido de que de irá te colocar no mapa como um autor.

Mas está com problemas para começar.

Como você sabe por onde iniciar e o que vem depois? Existe uma estrutura para fazer sua história funcionar? Aqui está uma estrutura que mudou minha escrita – e minha vida.

Eu vinha entregando séries de livros medianas e serviçais por alguns anos quando me deparei com o livro de Dean Koontz: How to Write Best Selling Fiction (Writer’s Digest Books), © 1981.

Ele recomenda o que chama de Estrutura Clássica de História, o que reverberou em mim. Eu devorei o livro, fiz anotações, escrevi notas no próprio livro, usei muitos marcadores, dobrei a quina das páginas, adotei seus conceitos e os segui religiosamente.

Eu vendi meu próximo livro, uma história única, para uma grande editora de Nova York.

No fim do milênio, meus livros estavam vendendo na casa das dezenas de milhares. Eu usei a mesma estrutura para escrever Deixados para Trás, e eu não preciso te dizer o que essa série se tornou. Agora, antes que você pense em sair comprando esse livro, eu preciso te dizer, que a cópia mais barata estava $175,00 da última vez que olhei. E não vá tendo ideias – não vendo minha cópia por nenhum valor.

Sim, este livro está em outro nível.

Então, por que eu levantei suas esperanças se o livro de Koontz é tão raro?

Porque te darei a alma deste livro. Koontz diz que um livro sem um enredo forte é como estar vestido para não ir a lugar algum.

Naturalmente, ele entra em detalhes muito mais profundos, mas aqui está tudo que você precisa saber. Faça isso, e você imediatamente se destacará dos seus competidores e verá sua escrita criar vida. Aqui está a Estrutura Clássica de História de Dean Koontz:

1. Jogue seu personagem principal em conflitos terríveis assim que possível.

A definição de “conflito terrível” dependerá de seu gênero. Para um thriller, pode significar que seu herói está pendurado pela ponta dos dedos à beira da linha do trem. Para um romance doce, pode significar que sua heroína deve escolher entre dois pretendentes perfeitos, sendo que cada um guarda um segredo sombrio.

2. Tudo que seu personagem faz para sair do conflito apenas o torna pior.

As complicações devem ser lógicas e crescer exponencialmente ruim até...

3. Os predicamentos do personagem principal parecem sem esperança.

4. Finalmente, por causa do que todo esse conflito ensinou seu personagem, ele ou ela levanta-se para a ocasião, encara o desafio, enfrenta o conflito, completa a missão ou completa a jornada.

É isto, em sua forma mais simples. Eu espero que isto te dê um lugar do qual começar. Se você está com problemas para decidir o caminho de seu livro, tente essas dicas. Até mesmo se está tentando estruturar uma redação, tente.

Para ficção, não-ficção, história-curta, artigo, biografia, até mesmo humor, funciona. Se você está contanto uma história em um artigo, ou biografia, ou qualquer outra coisa, ela funciona. TENTE.

Se funcionar para mim como funcionou para mim, seu leitor estará cativado.

Eu estou DOIDO para aplicar essas dicas no meu próximo livro, Sabrina Petran e o Espelho entre Mundos! E você, já tentou usar algo do tipo? Quero sabre nos comentários!

3 visualizações