• Carolina Anf

Enola Holmes


Com o lançamento do filme ENOLA HOLMES, a Netflix traz à tona mais uma personagem da família Holmes. Sendo Sherlock o mais conhecido, Mycroft também teve seus momentos de brilhantismo, mas, assim como é mostrado no novo filme, nunca passou muito de um homem de políticas e politicagens.

Interpretada pela estrela em ascendência, Millie Bobby Brown, Enola é a jovem irmã de Sherlock (Henry Cavill) e Mycroft (Sam Cafflin) que fica aos cuidados deste quando a mãe deles some repentinamente. Seu irmão mais velho apressasse em querer enviá-la a um internato, pois julga sua postura e criação inadequadas para uma jovem mulher de 16 anos.

O filme retrata a Inglaterra de 1880, onde mulheres eram criadas para obedecer e cuidar da casa e dos filhos. No entanto, Eudoria Holmes (Helena Bohan-Carter) criou sua filha com ensinamentos de sobrevivência que considerava mais valiosos, como Jiu Jitsu, esgrima e pensamento crítico. Devido a suas peculiaridades, Eudoria era vista por seu filho mais velho como louca e incapaz de criar uma mulher pronta para viver em sociedade.



Enola, então, foge de seus irmãos e parte numa busca por sua mãe, durante a qual ela faz amigos, inimigos, é traída e passa a se conhecer melhor e entender os irmãos. Sua jornada cumina na votação final que decidirá a respeito das mulheres inglesas terem direito ao voto.

A história do filme se dá de forma leve e cativante, ainda que a quebra da quarta parede tenha causado estranhamento e más impressões em parte do público.

Juridicamente, o filme passa por uma disputa de direitos entre a Netflix com os demais envolvidos em sua produção e a família Conan Doyle, por abordar uma versão de Sherlock que ainda não se tornou domínio público, mas que está representado, não só no filme Enola Holmes, como em toda a série literária de mesmo nome, escrita por Nancy Springer.

9 visualizações